Mulheres +Q Fashion, parabéns!!!!!!!

19:33

Oi gentemmmmm!!!!!!

Esta semana comemoramos o dia Internacional da Mulher e claro que eu não podia deixar passar em branco. A cada dia que passa nos superamos cada vez mais e mais. Na maioria das vezes reunimos várias características em uma só: somos a mulher mãe, a dona de casa, a empresária, a estudante, a guerreira, a amorosa, a sedutora, a tímida, a “pãe”... Ou seja, somos as Super Mulheres!!!!!! 

A mulher mãe, dona de casa, guerreira... é a minha mãe.

Tudo começou no século XX, nos Estados Unidos e na Europa, quando elas começaram a lutar por melhores condições de vida, trabalho e direito ao voto. A data 8 de março ficou marcada por conta da manifestação das operárias do setor têxtil nova-iorquino, que foi reprimida com muita violência, e a consequência disso foi um incêndio que matou cerca de 130 mulheres. Essa luta continua até hoje e a data é marcada não só por comemorações, mas também por debates para falar sobre a desvalorização da mulher.  A lista de assuntos a serem revindicados só vem aumentando: nós continuamos lutando por equiparação de salários com os homens e jornada excessiva de trabalho. Além disso, ainda temos que combater o assédio sexual, a violência sexual e a violência doméstica. 

As Cacheadas de Belém

A ideia de postar sobre o dia Internacional das Mulheres é simplesmente para falar que NÃO VAMOS DESISTIR!!!!!!!!! Com o boom da tecnologia e das redes sociais, não param de surgir mulheres engajadas lutando pelos seus direitos. Além disso, existem as que nos representam no Conselho dos Direitos das Mulheres, nas Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher, nas ONGs, na Bancada Feminina e parlamentares. Pode ser devagar, mas aos poucos nós mostramos nossas conquistas. Temos que fazer a nossa parte e ter consciência que somos mais especiais, nós somos +Q Fashion. Parabéns Mulheres!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Beijos!!!!!!

You Might Also Like

6 comentários

  1. Parabéns amiga pela ousadia da decisão. Decidir é o ponto máximo do empoderamento feminino. Vendo essa sua foto com outro cabelo parece-me, igualmente, outra Marcele. A que nasceu é mais autêntica, bonita porque DECIDE ser. Nossas conquistas começam assim, com rupturas! Um poema que pode ser pra todas nós, mas hoje ele é seu.

    (Victoria Santa Cruz)

    Tinha sete anos apenas,
    apenas sete anos,
    Que sete anos!
    Não chegava nem a cinco!
    De repente umas vozes na rua
    me gritaram Negra!
    Negra! Negra! Negra! Negra! Negra! Negra! Negra!
    “Por acaso sou negra?” – me disse
    SIM!
    “Que coisa é ser negra?”
    Negra!
    E eu não sabia a triste verdade que aquilo escondia.
    Negra!
    E me senti negra,
    Negra!
    Como eles diziam
    Negra!
    E retrocedi
    Negra!
    Como eles queriam
    Negra!
    E odiei meus cabelos e meus lábios grossos
    e mirei apenada minha carne tostada
    E retrocedi
    Negra!
    E retrocedi . . .
    Negra! Negra! Negra! Negra!
    Negra! Negra! Neeegra!
    Negra! Negra! Negra! Negra!
    Negra! Negra! Negra! Negra!
    E passava o tempo,
    e sempre amargurada
    Continuava levando nas minhas costas
    minha pesada carga
    E como pesava!…
    Alisei o cabelo,
    Passei pó na cara,
    e entre minhas entranhas sempre ressoava a mesma palavra
    Negra! Negra! Negra! Negra!
    Negra! Negra! Neeegra!
    Até que um dia que retrocedia , retrocedia e que ia cair
    Negra! Negra! Negra! Negra!
    Negra! Negra! Negra! Negra!
    Negra! Negra! Negra! Negra!
    Negra! Negra! Negra!
    E daí?
    E daí?
    Negra!
    Sim
    Negra!
    Sou
    Negra!
    Negra
    Negra!
    Negra sou
    Negra!
    Sim
    Negra!
    Sou
    Negra!
    Negra
    Negra!
    Negra sou
    De hoje em diante não quero
    alisar meu cabelo
    Não quero
    E vou rir daqueles,
    que por evitar – segundo eles –
    que por evitar-nos algum disabor
    Chamam aos negros de gente de cor
    E de que cor!
    NEGRA
    E como soa lindo!
    NEGRO
    E que ritmo tem!
    Negro Negro Negro Negro
    Negro Negro Negro Negro
    Negro Negro Negro Negro
    Negro Negro Negro
    Afinal
    Afinal compreendi
    AFINAL
    Já não retrocedo
    AFINAL
    E avanço segura
    AFINAL
    Avanço e espero
    AFINAL
    E bendigo aos céus porque quis Deus
    que negro azeviche fosse minha cor
    E já compreendi
    AFINAL
    Já tenho a chave!
    NEGRO NEGRO NEGRO NEGRO
    NEGRO NEGRO NEGRO NEGRO
    NEGRO NEGRO NEGRO NEGRO
    NEGRO NEGRO
    Negra sou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que máximo!!!!!!!!!!!!! Amei o poema, obrigada.
      Hoje posso falar com total firmeza, que agora sim me reconheço. Agora que já fui apresentada a minha verdadeira identidade, já posso sair por aí cantando "livre estou, livre estou..."

      Beijos!

      Excluir
  2. Lindo post, que gracinha a sua mãe, linda ela, Parabéns para nós!
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mi, fiz com muito carinho para todas vocês. Beijos!!!!!

      Excluir
  3. Sua mãe é uma simpatia! E vc herdou isso dela né, colega? rsrs

    Te seguindo aqui tbm. Grande beijo. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!!!! Obrigada, dizem que sim... que bom rs. Beijos!!!!!

      Excluir

Popular Posts

EU PARTICIPO

Eu Sou do CBBlogers

CURTA +Q FASHION